Boletim Justiça e Pandemia destaca ações da JusDh em 2020

2020 infelizmente demarcou com intensidade a necessidade de um modelo de Sistema de Justiça voltado primordialmente para a garantia de direitos. Tivemos um ano de acentuação das vulnerabilidades sociais brasileiras com a pandemia da Covid-19 no Brasil e no mundo. Ainda que o sistema de justiça tenha efetivado importantes ações e decisões neste ano, são necessários muitos e firmes passos para que a atuação do sistema de justiça seja orientada na defesa dos direitos humanos. 

Neste ano, os diversos grupos da sociedade ampliaram o acompanhamento da agenda de reivindicação por um novo modelo de Sistema de Justiça, em especial o Judiciário, e que – diante de um governo autoritário e violador de direitos, o sistema de justiça tem um papel importante e pode atuar de modo a impedir ameaças à democracia. 

Mesmo com tantas dificuldades com articulações não presenciais, a participação de cada organização e parceiro da Rede foi extremamente importante para construirmos um corpo intelectual sólido e diverso no subsídio de informações sobre o campo em que atuamos. Juntos trouxemos apontamentos e questões muito valiosas para que continuemos a pensar estrategicamente em como aprimorar a reivindicação de igualdade, defesa e promoção dos direitos humanos no espaço da Justiça brasileira.

Reunimos neste boletim, um compilado de debates e atividades realizadas pela Articulação Justiça e Direitos Humanos (JusDh) este ano que, de alguma forma, vão ao encontro da democratização do sistema de Justiça no ano de 2020.  

Como a tarefa de democratizar o Sistema de Justiça não é tão simples, seguimos juntas e juntos em 2021.

Saiba o que a JusDh realizou em 2020 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 6 =